Soluções injetáveis na prática clínica

solucoes-injetaveis-na-pratica-clinica

Vamos falar um pouco mais sobre nutrição? 

A gente sabe da importância dos nutrientes pro nosso corpo, principalmente quando ele está passando por um processo de doença. E quando a gente fala de medicina ortomolecular, isso também é extremamente relevante. 

O conhecimento do método de preparo de soluções terapêuticas nutricionais é essencial para prevenir qualquer risco evitável para o paciente, que já está debilitado. 

E essas soluções, quando preparadas corretamente e nas condições de fábricas adequadas, podem ser aplicadas com segurança tanto no ambulatório quanto em ambiente hospitalar, desde que por mãos de pessoal treinado e preparado para isso. 

Agora, focando um pouco nos suplementos:

O preparo de cada um deles deve ser extremamente rigoroso, já que todos impactaram, de alguma forma, em nosso organismo. Por isso, duas coisas devem ser levadas em consideração:

A primeira é o local de preparo: os suplementos adequados para terapia nutricional devem ser fabricados por farmácias especializadas e com experiência no preparo de medicamentos injetáveis. 

A segunda é o médico assistente: todos os que praticam terapia nutricional parenteral devem conhecer a legislação e as questões regulatórias de acordo com o país de prática.

Além disso, existem algumas outras condições fundamentais que, para maior segurança, as soluções nutricionais devem cumprir. São duas condições que podem parecer meros detalhes, mas são cruciais para que a suplementação atinja o objetivo médico buscado. Portanto, vamos à essas condições: 

Todos os suplementos nutricionais injetáveis devem ser estéreis e devem atender às condições de estabilidade físico-químicas.

Isso é essencial quando falamos em evitar quaisquer complicações decorrentes de problemas de fabricação.  

Bom, depois de falar um pouco sobre esse método de nutrição, me ocorreu algo: você sabe quando ele deve ser utilizado na medicina ortomolecular? 

Vamos falar um pouco sobre isso: 

A via injetável de suplementação se torna extremamente importante principalmente em algumas situações específicas relacionadas à condição do paciente: 

Quando a alimentação via oral não é possível ou quando as condições do trato gastrointestinal não garantem a absorção adequada de nutrientes; 

Quando a natureza química ou características do medicamento impedem uma absorção satisfatória de nutrientes pela via oral; 

Quando um fluido de correção rápida ou eletrólitos circulantes é necessário, ou quando uma determinada correção nutricional é obrigatória (por exemplo, hipocalemia). 

Esses são alguns dos principais casos nos quais a terapia injetável intravenosa é indicada, mas não há dúvidas de que, em certos casos e pacientes, ela é a melhor forma de manter o corpo bem nutrido.

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Podemos ajudar?