Laser para Artrose

Ah, a famosa artrose. Se você convive com pessoas mais velhas, certamente já ouviu falar dessa doença tão comum nessa faixa etária – apesar de pode afetar pessoas de todas as idades. Hoje, falaremos um pouco mais sobre essa condição, desde sua causa, sintomas e tratamento. 

E vamos começar, como sempre, pelo começo:

O que é artrose?

Bom, essa doença basicamente é caracterizada pela diminuição da quantidade de cartilagem que reveste os ossos nas articulações. Com isso, a qualidade de vida de quem porta essa doença também diminui, já que ela pode ser bastante dolorosa. 

Na artrose, os ossos se deformam e há o aumento de volume e de irregularidades na região, além do surgimento das proeminências ósseas chamadas osteócitos – os populares bicos de papagaio. 

Por conta dessa falta de cartilagem, o atrito entre os ossos, muitas vezes percebido como um rangido, aumenta e é aqui que entram a dor e incapacidade funcional.

Nos casos mais graves, até mesmo a perda de movimentos pode acontecer, além de encurtamento de músculos, tendões e ligamentos ao redor da área afetada. 

Os sintomas da artrose

Como sintomas, sem dúvidas o mais comum deles é a dor na articulação na hora de executar algum movimento. 

Nos estágios mais avançados da doença, essa dor acontece até mesmo quando o paciente está parado, o que faz com que ele cada vez mais evite se movimentar, causando fraqueza muscular que piora ainda mais a intensidade da dor. 

Quem pode ter artrose?

Como cada vez mais a expectativa de vida da sociedade aumenta, percebemos que é cada vez mais comum encontrarmos pessoas com artrose. E conforme conversamos no início, apesar de ser uma doença típica de pessoas mais velhas, ela também pode se desenvolver precocemente em atletas de alto rendimento que sofrem traumas repetitivos e em pessoas que sofreram acidentes que acabaram por lesionar as articulações. 

E quanto a artrose específica no joelho?

No joelho, outras condições podem estar associadas, como a ruptura de um dos ligamentos da região, chamado de ligamento cruzado anterior, lesão dos meniscos, hérnia de disco e fraturas que se consolidaram de maneira incorreta. 

A evolução do tratamento de artrose: 

Quando alguém é diagnosticado com artrose, o que mais os interessa é o tratamento. Então, vamos conversar sobre isso:

Até alguns anos atrás, acreditava-se que a cirurgia de reconstrução de um ligamento poderia prevenir o surgimento da artrose. Mas hoje sabemos que a evolução dos rompimentos para a artrose é algo que, na maioria dos casos, independe do ligamento e mesmo uma cirurgia bem sucedida pode não ser o suficiente para evitar o surgimento da condição. 

Outro procedimento que também já foi muito comum é a retirada de parte ou de todo o menisco e hérnias de discos, pois ainda não sabíamos da importância dessas estruturas. 

Hoje, contudo, sabemos que os meniscos e os discos intervertebrais são essenciais para o equilíbrio e bom funcionamento das articulações, funcionando como amortecedores de impacto e por isso, sempre que possível, tentamos preservá-los.

Hábitos que aumentam o desgaste natural:

Quanto ao desgaste das articulações, apesar de poder ser causado por condições específicas, como já citamos acima, ele também pode acontecer naturalmente. 

Em pessoas sedentárias, que se alimentam de produtos industrializados, consomem cigarro ou bebidas alcoólicas, são estressadas ou não dormem bem, esse desgaste natural pode ser ainda maior. 

Os tratamentos atuais:

Na área dos tratamentos, atualmente várias abordagens são utilizadas. Primeiramente, nós médicos devemos identificar o grau de cada lesão para com isso, definir o tratamento adequado. 

Quando a artrose é identificada precocemente, ainda no início, podemos utilizar o tratamento conservador com atividade física orientada, fisioterapia e outros métodos.

O uso de Laser:

E trago uma novidade para vocês: recentemente, uma nova abordagem de tratamento avançado que utiliza a energia do LASER – Luz Amplificada pela Emissão Estimulada de Radiação, foi capaz de causar o alívio da dor. O resultado foi bem satisfatório e evitou ou adiou a substituição da articulação por uma prótese, o que é ótimo.

Alguns ensaios clínicos e estudos publicados recentemente mostraram que o Laser de alta potência, usado para o alívio da dor cervical e lombar foi bem eficiente, quando comparado com métodos de controle, reduzindo sintomas e melhorando a função local. 

Por isso, acredito que o uso do laser será uma abordagem cada vez mais explorada como tratamento da artrose. Fiquemos de olho! 

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Podemos ajudar?